sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Chafariz do Lagarto

Chafariz do Lagarto.
Construído em 1786, pelo Vice-Rei Luiz de Vasconcellos, que priorizou na sua administração o fornecimento de água e a drenagem de pântanos e lagoas da cidade.
O Chafariz do Lagarto veio atender uma antiga reivindicação dos moradores da região que não dispunham de uma fonte de água potável próxima, tendo que ir busca-la na rua de Mata-Cavalos (Atual Rua do Riachuelo) ou então entrar na mata até as tubulações do Aqueduto da Carioca.
O chafariz, projeto de Mestre Valentim, era muito simples, contando com apenas uma bica, no formato de um lagarto, sendo por sua boca entre-aberta que a água era distribuída.
Divergem os historiadores e técnicos de onde a água inicialmente provinha, uns dizem que ela partia de uma pequena nascente existente no local. Já outros dizem que ele era abastecido pelo aqueduto do Catumbi, que recolhia água do rio homônimo para o Chafariz do Lagarto.
O nicho onde se encontrava o lagarto era ladeado por duas colunas que terminavam num tanque de cantaria e era encimado por um dístico onde estava escrito em latim estava a seguinte frase: “Ao sedento povo, o Senado deu água em abundância, no ano de 1786”.
A foto antigas mostram o chafariz em sua ambiência original, um largo existente no então encontro das Ruas Salvador de Sá com Frei Caneca, continuando essa à direita da foto.
O local hoje está totalmente descaracterizado e diferente do que aparece nas fotos antigas. Ao lado do chafariz se abre a grande Av. Dos Desfiles das Escolas de Samba Cariocas.
Com as obras do sistema viário da Linha Lilás, profundas mudanças urbanas foram feitas na região do Catumbi, quarteirões desapareceram , com também a Rua Frei Caneca foi dividida em duas partes que não se comunicam.
O chafariz hoje se encontra isolado. Todos os imóveis à sua volta foram demolidos e o trecho de rua que vemos na foto, não existe mais, substituído por um largo que serve de estacionamento para veículos.
Já o estado de conservação dele não é o dos melhores, o Lagarto original desapareceu há anos atrás. O que existe hoje é uma réplica colocada pela prefeitura.
O dístico está praticamente ilegível devido às várias camadas de tinta, pois o chafariz é alvo constante de pichadores.
Infelizmente o atual estado do urbanismo da região, transformada em um grande vazio, dá poucas chances de melhora.
O chafariz ainda se encontra mais ou menos conservado.
Reparar que as construções existentes e que aparecem na foto acima desapareceram quando da abertura do Sambódromo.
Esta drástica modificação pode ser obervada comparando-se as fotos antiga e atual.


22 jan 10.

O estado de conservação é péssino. O cheiro do local é desagradável e as pichações são muitas. Como a foto mostra bem, o mato toma conta do local.

Pena!!!
Podemos observar que à direita do chafariz, nada sobrou. Vemos as pistas de rolamento que seguem para o Túnel Catumbi-Laranjeiras; As grades da Av. dos Desfiles (Sambódromo) e uma parte de um estacionamento.
O local de onde foi tirada esta foto também é um grande estacionamento. Estamos exatamente em frente ao prédio do Batalhão da Polícia Militar.


22 jan 10
Chafariz do Lagarto
Localização: Rua Frei Caneca s/n - Centro
Breve Histórico:
Monumento do século XVIII, datado de 1786. Situava-se no
caminho que dava acesso à Zona Norte da cidade.

Chafariz de
abastecimento

3 comentários:

  1. Falta cuidado das autoridades com relação a esta obra do séc. dezoito.

    ResponderExcluir
  2. Excelentes imagens...e sequencia

    ResponderExcluir
  3. Excelente trabalho, otimas informaçoes meu parabéns Eu desconhecia, as vezes penso q
    já conheço um pouquinho sobre o RIO DE JANEI
    RO mas vejo q nao sei de nada rsrs.
    Sou de Fortaleza mas amo de coraçao o RJ, tu
    do dessa cidade realmente maravilhosa.Gosta
    ria de fazer uma pesquisa profunda sobre a
    cidade e seus habitantes em sintese saber
    tudo mormente sobre o RIO ANTIGO.
    Ratifico meus parabéns.
    Ubiratan Castro

    ResponderExcluir